3.10.08

Programação de Outubro



Olá! Estamos de volta às sessões regulares.

Em vésperas de eleições presidenciais norte-americanas (de que vai resultar 44º presidente) pareceu-nos oportuno seleccionar um conjunto de filmes que abordam de multiplos ângulos os meandros da politica Americana sob a perspectiva da sua cadeia de comando sediada na Casa Branca. Nunca como hoje as ondas de choque das decisões politicas Americanas se abateram na vida dos Europeus com tanta intensidade, efeito principal de uma globalização em constante acelaração. Esperamos proporcionar alguma reflexão sobre o tempo actual sabendo que ele se joga muito na informação e na capacidade que as instâncias de poder têm em controlar o seu fluxo. Vejamos então o reverso da medalha... Boas sessões!


Segunda, 6 - 10H05 repete Quinta, 9 - 13H30

Manobras na Casa Branca
Intérpretes: Dustin Hoffman, Robert de Niro
Realização: Barry Levinson
Dustin Hoffman e Robert De Niro lideram esta brilhante sátira realizada pelo já vencedor do Oscar da Academia, Barry Levinson. Quando um famoso produtor de Hollywood (Dustin Hoffman) e um poderoso consultor de comunicação (Robert De Niro) são recrutados para tentar evitar o escândalo sexual que envolve o Presidente dos Estados Unidos, estão lançados os ingredientes para uma das melhores comédias de 1998. Faltam duas semanas para as eleições presidenciais e o escândalo que o Presidente acaba de criar pode derrubá-lo num ápice. Só um acontecimento ainda mais mediático que o próprio escândalo poderá salvá-lo. E que tal uma guerra?... Estão lançados os dados para a mais louca e incrível história jamais imaginada. Esta é a mais louca aventura sobre o uso e abuso do poder político nos Estados Unidos.

Segunda, 13 - 10H05 repete Quinta, 16 - 13H30
Os homens do presidente
Intérpretes: Dustin Hoffman, Robert Redford, Jack Warden, Martin Balsam, Hal Holbrook, Jason Robards, Jane Alexander, Meredith Baxter, Ned Beatty, Stephen Collins, Penny Fuller, John McMartin.
Realização: Alan J. Pakula
O realizador Alan J. Pakula mostra a saga de dois repórteres do Washington Post que passam a investigar uma possível ligação existente entre o governo americano e a invasão da sede de um partido rival. Com Robert Redford, Dustin Hoffman e Jason Robards. Vencedor de 4 Oscars.

Segunda, 20 - 10H05 repete Quinta, 23 - 13H30
O candidato da verdade
Intérpretes: Denzel Washington, Meryl Streep, Liev Schreiber, Jon Voight, Kimberly Elise, Jeffrey Wright, Ted Levine.
Realização: Jonathan Demme
De dia, o major Bennett Marco (Washington) faz discursos inspirados sobre os actos heróicos do seu pelotão e do sargento Shaw (Schreiber) no Kuwait. De noite, não consegue dormir atormentado por sinistras imagens do deserto. Começa a suspeitar que o destino de dois dos seus soldados, oficialmente mortos, poderá ter sido outro e que Shaw, agora candidato a vice-presidente, não é o herói que se julga.

Segunda, 27 - 10H05 repete Quinta, 30 - 13H30
A Mulher que acreditava ser presidente dos Estados Unidos da América
Intérpretes: Alexandra lencastre, Rita Blanco, Laura Soveral
Realização: João Botelho
Esta é a história de uma mulher que vive em Lisboa, na esquina da Rua Washington, e que acredita realmente que é a Presidente dos Estados Unidos da América.A casa é pequena quando vista do exterior - talvez mesmo muitíssimo pequena - mas, à medida da vontade da sua inquilina, ela é enorme no seu interior, onde tem todas, todas as condições para ser a Casa Branca. Sim, a Casa Branca, que é como a mulher lhe chama, tal como fala na Sala Oval quando pensa na sala perfeitamente rectangular onde toma todas as suas importantes decisões. Nas vésperas do seu 37.º aniversário, e decidida a proporcionar a todas as mulheres do mundo um dia extraordinário e que lhe garanta a reeleição, ela atarefa-se na preparação de uma festa de arromba, entre sessões de beleza, entrevistas aos mais importantes órgãos de comunicação social, decisões de impacto planetário e discussões com a sua velha mãe (que mantém escondida na cave...).Ao mesmo tempo, desmultiplica-se em ordens à inúmera legião de criadas e ao numeroso séquito de mulheres que constituem o núcleo duro de amigas politicamente fiéis, para finalmente acabar em inconfessáveis confissões à sua Secretária de Estado...